09 maio 2017

E se fossem vocês a decidir?... (*)

Na semana passada, cofiava eu a barba e perscrutava o horizonte, olhando com sobriedade e capacidade analítica o mundo que me rodeava, incluindo um gin tónico posicionado exactamente no limiar do meu campo de visão, e surgem-me o Belchyor de Menezzes, folgazão, rejubilando por me ver ali disponível, e o Burnay de Sottomayor, irrepreensível no seu fato completo Duque de Windsor, desafiando-me o Belchyor de Menezzes a embarcar amanhã no The Presidential Train, uma coisa que envolve o Chef Pedro Lemos e mais não sei quê de prova de vinhos, passando por degustar uns acepipes na Quinta do Vesúvio, desafiando-me o Burnay de Sottomayor a proferir amanhã uma palestra motivacional sobre temas que domino absolutamente, sendo os destinatários jovens a quem a vida ainda não sorriu mas que estão dispostos a seguir o caminho do bem e, pelo menos, a tentar sair do turbilhão de situações de má índole em que estão metidos.

Estou aqui meio indeciso, que me aconselhais?...

(*) Baseado nesta bonita e edificante história da nossa Palmier Encoberto


17 comentários:

  1. Se os destinários são jovens a precisar de inspiração, vá!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo9.5.17

    os meus sobrinhos foram a semana passada. gostaram imenso. (O tio que aprecia bons vinhos vai adorar.iniciaram a viagem com vinho e chegaram à Quinta do Vesúvio a agua...). O comboio é lindíssimo, a viagem foi belíssima, aproveite.
    (agora a comida feita pelos chef, é para quem aprecia)
    (eu se fosse era mais pela paisagem e pelo regresso à quinta do Vesúvio...e pela vinho do Douro, claro),
    vw

    ResponderEliminar
  3. Tenho recordações mais perenes das vezes em que participei nas segundas comparativamente com as primeiras. Eu sei o que Keynes dizia sobre o longo prazo, mas ainda acredito mais no "long run" do que no "short run".

    ResponderEliminar
  4. Anónimo9.5.17

    A ir.
    Se puder contribuir para um Mundo melhor, não hesite.

    ResponderEliminar
  5. A parte do motivacional é o que mais me preocupa, tudo o mais me parece lindamente.
    (É que o boneco Pipoco, não sei... e se a motivação que lhes der não for a esperada?)

    ResponderEliminar
  6. ora, meu caro, as novas tecnologias.
    pode gravar ainda hoje a palestra, a ser projectada amanhã em ecrã de quinhentos e cinquenta e cinco metros quadrados em 3D, inspirando os jovens, mostrando "ouçam aquilo que eu digo, um dia terão assim a vossa cabeça gigante a falar a outros juvenis, inspirando futuras gerações mesmo enquanto viajam na companhia de belas mulheres e bons vinhos; ponham os olhos no Jorge Jesus".

    (obviamente os mais inteligentes na plateia vão compreender que dificilmente vão arranjar um emprego neste país-inho, excepto se aparecer filiação partidária no currículo, forem bons cristãos e não falarem de futebol)

    ResponderEliminar
  7. Anónimo9.5.17

    Acepipes.

    ResponderEliminar
  8. Faça as duas, em dias diferentes, será melhor.

    ResponderEliminar
  9. Cláudia Filipa9.5.17

    Desdobre-se! O Pipoco para a primeira, o "tipo" que escreve o Pipoco para a segunda.

    ResponderEliminar
  10. Lady Kina9.5.17

    "A CHAVE! A CHAVE!"

    ResponderEliminar
  11. Anónimo10.5.17

    Não o sabia jornalista ou membro do governo.

    ResponderEliminar
  12. A segunda, obviamente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto, claro, no caso de querer mesmo saber...

      Eliminar
  13. Anónimo10.5.17

    A Quinta do Vesúvio está lá sempre, à sua espera evidentemente.

    ResponderEliminar
  14. Acompanhe o seu amigo. Os jovens não precisam de conselhos.

    ResponderEliminar
  15. :DDDDD

    A nossa Capitã Pirata tem razão, como é usual.
    Antes meter-me na droga que ouvir uma palestra motivacional de D. Pipoco, que obviamente não poderia deixar de reflectir nessa peste dos tempos modernos que é A Mulher sem Sharia.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo18.5.17

    Ah! Finalmente, o tio voltou a cofiar a barba. Que saudades!

    ResponderEliminar