06 junho 2017

Maria Athayde de Bettencourt

Podíamos não nos ver durante muitos meses, e não víamos, a Foz nem sempre me fica em caminho, mas retomávamos sempre a conversa no preciso ponto em que a tínhamos deixado da última vez, e a última vez tinha sido quase sempre numa dessas ocasiões que ambos frequentámos porque nos pagavam para isso, em que as pessoas serpenteiam com flutes de champanhe na mão, sorrindo e murmurando "posso dar-lhe uma palavra?", enquanto esticam o dedo indicador para nós, eu gostava sempre que falássemos de viagens, a Maria Athayde de Bettencourt sabia de lugares onde poucas pessoas tinham estado, para além disso tinha o dom especial de me aconselhar os livros adequados ao meu estado de espírito do momento, Moby Dick nunca fazia sentido nas semanas antes de me fazer ao mar, Herberto só fazia sentido no Inverno, eu compensava-a com o dom de adivinhar com trinta segundos de antecedência o exacto momento em que ela precisava de sair dali para fora e apanhar ar, quase ninguém acreditava que nos bastava aquilo que tínhamos, mas bastava.

A Maria Athayde de Bettencourt vai casar com o tipo mais desadequado à Maria Athayde de Bettencourt que eu conheço, prova maior, se necessário fosse, da minha completa inaptidão para perceber o que vai na cabeça de uma mulher.

28 comentários:

  1. O mundo pula e avança e nós voltamos sempre ao mesmo. Se não lhe chego eu, ouça os conselhos do bom e velho Wilde, mais uma vez (tenho ideia de já o ter transcrito aqui pelo menos uma vez): Women are made to be loved, not understood.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas Isa, ao ponto de estar prestes a casar com um completo imbecil?...

      Eliminar
    2. Não sei, meu caro, que qualidades ou atributos terá esse imbecil que a atraiam. Ou então é medo da solidão, do estigma, muito poucas mulheres aguentam ficar sozinhas e levar a vida que lhes apetece...

      Eliminar
  2. É fácil perceber que o homem com quem a Maria vai casar soube, com a antecedência ideal, que a Maria precisava e ser resgatada da vida onde se movia a contragosto para a levar para uma outra onde se respirassem outros ares.
    Para a resgatar dos ares do costume nos eventos onde só vai porque lhe pagam a Maria já tem o Pipoco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo6.6.17

      Só as mulheres é que percebem as outras mulheres :) Há ambientes que enjoam e há tipos improváveis que se revelam os certos, naquele momento. Nesta altura em que nada nem ninguém dirá para sempre.

      Eliminar
  3. Lady Kina6.6.17

    Pagarem-nos para beber champanhe parece-me uma beca deprimente.

    ResponderEliminar
  4. Ora, ora, já concluíramos, o meu caro e os seus leitores, sancionados pelas próprias leitoras, que A Mulher é absolutamente incompreensível, coisa que não deixa de ser a maior piada que Deus ofereceu a este mundo, motivo de tanta ironia e boa disposição.

    Confesso não ter compreendido ainda se é por sermos lerdos ou se é mesmo propositado.

    Obviamente, cada homem exclui desse acervo a sua Mãe, Ela, as Piratas e as esposas virtuais.

    Mas, afinal, qual é o motivo para o cara ser assim tão inadequado e indigno do afecto da cara Athayde? É gordito e careca como eu, conduz um carro francês com quase cem cavalos, como eu, gosta de BTT e ondas grandes em água gelada, como eu, ainda, às vezes...?
    É comunista, anarquista, muçulmano, político, advogado, jornalista, barbeiro, muito rico, podre de rico, LGBT? Confesso que isso complicaria as coisas, eu que sou um xenófobo reaccionário que ocasionalmente aprecia a displicência dos franceses em relação a tão complicadas matérias.

    Poças, eu queria era JANTAR!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro Onónimo, não consigo ser de grande préstimo em quase nada, a não ser que terei gosto em tê-lo como companhia, daqui a uma hora, na esplanada da Plaza de Santa Ana...

      Eliminar
    2. Lady Kina6.6.17

      mas... mas...

      olhai-m'estes...

      a sério?????
      EU HEIM!!!!!!


      ;DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    3. Raios, já sabia que devia ter poupado nas pastilhas para comprar um gulfstream.

      Eliminar
  5. Cláudia Filipa6.6.17

    Comentário cínico:
    Daqui a uns três anos, sinto-me generosa, Maria abordará, ao de leve, num desses encontros consigo, a temática de seu (dela) divórcio;
    Comentário de pessoa extremamente má e assim:
    Mas o que é que interessa que seja desadequado, o que quero agora é casar e, neste momento, é o único que quer casar comigo!;
    Comentário biológico:
    Tic, tac, tic, tac, tic, tac, despache-se, o que é que interessa parecer-lhe demasiado desadequado, o que é que interessa isso do médio e do longo prazo, não estamos sempre a dizer que não existem príncipes encantados, os nossos príncipes encantados, por que razão pensa que é? A única pergunta que interessa é esta, é fértil?;
    Agora todos, vá, Aaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhh, rufo de tambores, vem aí:
    Comentário amor e uma cabana:
    Ah! O amor, esse desadequado, que afina desafinados! Que põe o Ruben perdido nos olhos da Sancha de Vasconcel(l)os em vez de no decote e depois: "Tio! Tio! Por favor! Volte a ensinar-me tudo, desta vez, prometo, prestarei atenção!
    Comentário cá muito meu:
    Estou aqui mesmo divertida a escrever isto e já tinha saudades destes seus posts da série Bettencourt.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faltou-lhe o Comentário Realista, Cláudia Filipa: "Perdi aderência à realidade e este tipo parece-me tão boa pessoa..."

      Eliminar
    2. Cláudia Filipa6.6.17

      Pois foi, embora também pudesse estar incluído no comentário "amor e uma cabana", afinal, quando se diz que o amor é mágico, também podemos incluir esse tipo de ilusão...

      Eliminar
  6. Se em vez de uma Maria fosse um João ninguém duvidaria que a eleita, completa imbecil, haveria de ser bombástica na cama. Sendo uma Maria e um imbecil, realmente não se percebe...

    ResponderEliminar
  7. Às vezes é só cansaço. As pessoas casam-se muito quando ficam cansadas.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo7.6.17

    Se calhar o "noivo" tem atributos que o tio desconhece.existem pessoas que só se "mostram" a determinadas pessoas...sei lá (outra versão, menos poética: tenho uma amiga que começou a namorar com a pessoa mais cretina que existe no mundo. dizem as más línguas que "ela devia estar muito desesperada").
    vw

    ResponderEliminar
  9. Anónimo7.6.17

    Encontro três respostas possíveis:
    - o imbecil consegue fazê-la rir (muito) e é tremendo em acrobacia
    - o estatuto de mulher divorciada é muito superior ao de solteira
    e por último, aquela que sempre me surpreende, mas que ocorre amiúde quando eu julgo que determinado casal nada tem a ver um com o outro:
    - na realidade são muito mais parecidos do que supúnhamos!

    ResponderEliminar
  10. Anónimo7.6.17

    Parabéns à Maria Athayde de Bettencourt por não ir casar com alguém porque é a pessoa adequada.

    ResponderEliminar
  11. hmm... não será bombeiro, ou polícia?
    ouço dizer que as mulheres gostam muito de fardas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é uma conclusão apressada retirada por homens que jamais conseguiriam que uma mulher olhasse para eles nos dias em que os deixam escolher a roupa.

      Eliminar
    2. :DDDDD

      É bem conhecida a aversão das Piratas ao fardamento e pavilhão imperialista.

      (a farda não era exactamente para sair à rua. é possível fazer muitas coisas de bem com uma farda)

      Eliminar
  12. Lady Kina7.6.17

    Mas alguém foi ter com o Pipoco lá à tal esplanada ou o homem teve que ligar à do Arelho?!

    ResponderEliminar
  13. Pois parece-me que à sua Maria aquilo que tinham não bastava e que o tipo, apesar de imbecil, percebeu o momento exacto para a tirar dali!

    ResponderEliminar
  14. Anónimo8.6.17

    Lá foi ele tentar resgatar a Maria e nada de actualizar isto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia Filipa8.6.17

      Creio que não terá sido isso, creio que o Pipoco não teria tanta consideração pela Maria, lamentando que case com um idiota, se pensasse que era uma dessas mulheres que precisam de um homem para resgatá-las seja do que for. Temo que Pipoco terá pensado que todos estavam suficientemente longe e, na volta, alguém poderá tê-lo raptado da Plaza de Santa Ana...

      Eliminar
  15. Peleja nobre Pipoco o pavoroso dragão que subtraiu, por astucioso ardil, sua platónica donzela.

    Valente cavalheiro, luta com a argúcia da oratória e o vigor da aliteração, que rasga a couraça de seu inimigo, digo, a farda, até ao ponto onde teria um coração, não fosse uma indomável fera.

    ResponderEliminar
  16. Está aí alguém?!

    Caraças...

    A senhora da Mala da cara Palmier enfiou o Pipoco lá dentro.
    Minha Nossa Senhora...

    ResponderEliminar