25 julho 2017

A papa Maizena é mesmo má e só se comia daquilo porque não havia muito por onde escolher

O meu plano de férias é tão estrambólico que, se mostrasse a Salvador Dalí o esquema que desenhei num papel, havia de se virar para mim, arregalar os olhos, cofiar as pontas do bigode e, enfim dizer-me que não se percebia nada do boneco.

22 comentários:

  1. Anónimo25.7.17

    Pois é de aproveitar porque o retiraram da tumba há dias. E os bigodes estão intactos.

    ResponderEliminar
  2. qual é a questão fraturante da papa maizena?

    ResponderEliminar
  3. Anónimo25.7.17

    E agora fingem que comem para alimentar as parcerias.

    ResponderEliminar
  4. Recalcamentos, ou mero desabafo? Refiro-me à papa Maizena obviamente.

    ResponderEliminar
  5. Confeccionaram-lha mal com certeza. A papa maizena é uma delicia, pelo menos a que eu comi algumas vezes, e olhe que nem foi assim há tanto tempo :-))

    ResponderEliminar
  6. Quanto a férias, quanto mais desorganizadas melhor :~)

    ResponderEliminar
  7. Anónimo25.7.17

    não se preocupe tio, um bom esquisso vale mais que mil palavras.(agora um mau esquisso...)
    quanto á farinha maisena eu gostava, mas preferia o nestum com mel.
    vw

    ResponderEliminar
  8. Anónimo25.7.17

    Sente-se bem, Tio Pipoco? É que isto por aqui anda de mal a pior...

    É verdade, então não chegou a sentir as pródigas benesses de ler os livros da biblioteca itinerante da Calouste Gulbenkian? Nem sabe o que perdeu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia Filipa25.7.17

      Anónimo, (é aquele mauzão? Aquele que é grande apreciador do Tio e que não gosta de o ver perdido por maus caminhos?), este comentário não é nenhuma provocação, é mesmo só curiosidade, como, no seu entender, isto aqui deveria andar, ou seja, que poderia fazer Tio Pipoco, que temáticas deveria abordar, para merecer a sua aprovação e isto aqui passar de bem a melhor? Caso tenha lido esta minha resposta e a mesma venha a merecer-lhe um pouco mais do que um esgar de censura, agradeço-lhe, desde já.

      Eliminar
    2. Anónimo25.7.17

      Pipoco..., nota-se aqui que já tem blogo-defensores de eventuais haters...

      Eliminar
    3. Cláudia Filipa25.7.17

      Oh, não percebeu, o que penso é que o mauzão não é um hater, é alguém que tem algo a acrescentar, eu só queria que acrescentasse...

      (com os blogs já aprendi que com os haters não se perde tempo)

      Eliminar
    4. Anónimo26.7.17

      ó Clipa... então e foi perdê-lo?

      Eliminar
    5. Cláudia Filipa26.7.17

      Olha, Clipa é giro...
      Ah! Mas aquilo foi um momento de hate? Desculpe que lhe diga, mas o caro anónimo não é um hater, está a parecer-me até bastante fofinho.

      Eliminar
    6. Anónimo26.7.17

      dream on...

      Eliminar
  9. Cláudia Filipa25.7.17

    Ai que acaba de partir-me o coração com isso da papa Maizena! (deveria ter sido comedida no extravasar emotivo e pelo menos ter evitado o ponto de exclamação substituindo-o por uma discreta vírgula, mas a emoção foi demasiado forte) e é neste estado que vou confessar-lhe existir em mim uma parceria entre nostalgia e desejo em relação à papa Maizena.
    (ainda só o li a si e por isso também não sei, tal como a Isa, se existirá alguma "questão fraturante da papa Maizena", se for um daqueles casos de parceria publicitária, a noname, a vw e eu acabámos de fazer a Maizena ganhar o dia ... Maizeeeenaaaaa! Maizeeeenaaaaa! Ponham os olhos nisto, "Parceria entre nostalgia e desejo", mereço ou não uma papa feita em condições, hum?)

    (e vai contar-nos alguma coisa desse plano estrambólico? E este ano? Também irá acontecer Viagem Grande? Eu não mereço que me conte mais nada, gosto de Maizena, mas e as outras pessoas, que também a consideram mesmo má, deverão ver-se privadas dessa partilha?)

    ResponderEliminar
  10. Anónimo25.7.17

    Dissolver a farinha no leite, juntar açúcar, levar ao lume a engrossar, retirar do lume, juntar gema de ovo e misturar bem, polvilhar com canela e servir. Muito bom!

    ResponderEliminar
  11. Visto de fora, por alguém que nenhum entendimento tem destes assuntos, estranho estranho só mesmo o facto de até as férias estarem circunscritas por um plano.

    ResponderEliminar
  12. Na nanim, nana, por isso é que depois vêm dizer mal da maizena.

    Não é assim que se prepara uma boa papa maizena - Ora veja lá como se faz:

    Para 1 prato de papa

    Pôr o leite ao lume com 1 casca de limão e 1 pau de canela.
    Entretanto dilua a maizena num pouco de leite à temperatura.
    normal.
    Ao leite já fervido, retire a casca de limão e o pau de canela. Adoce a gosto, volte ao lume baixo e junte a maizena diluída, mexendo sempre até que obtenha a espessura desejada.
    Retire do lume, junte uma gema de ovo previamente batida e mexa rapidamente.
    Sirva, polvilhada com canela, se for de gosto
    Bom proveito, que apetite já há :-))

    Depois disto, quero ver, quem vem dizer mal da maizena

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia Filipa26.7.17

      Sempre a aprender. Isso tudo, mas nunca quem me fazia a papa e depois eu juntávamos uma gema de ovo, a pessoa anterior também falou da gema de ovo. A verdade é que há muito tempo que não como uma papa Maizena. Acho que, contra todas as expectativas, Pipoco, o Mais Salgado, vai pôr todos os seus leitores a comer papas (Maizena), quem sabe, não irá o próprio averiguar desta situação em condições.

      Eliminar
  13. A maizena era má?! Como assim? Na altura já faziam aquelas receitas dos blogs?
    Toda a vida comi Maizena, outras receitas, bem sei, mas sempre achei aquela papa uma pequena maravilha.

    ResponderEliminar
  14. Mrs Barajas26.7.17

    Barajas, os habituais atrasos de duas horas da Tap para um voo de cinquenta minutos e o cabelo do Manso Neto. Os consultores todos a envergar o seu ar de quem veio cá dizer umas coisas importantes, atrasadíssimos para ir dizer outras tantas no destino. Está por aqui? Espero calmamente acertar nos cinco números e duas estrelas um dia destes. Respirar fundo.

    ResponderEliminar
  15. ah! bom, afinal é um obtuso opúsculo anti feminismo! papa, farinha, bolos vespertinos, pó branco... o meu caro preparou uma férias requintadas!

    ResponderEliminar