05 agosto 2017

Coisas que parecem mesmo boas e vai-se a ver e afinal não

Van Gogh alive na Cordoaria.

10 comentários:

  1. Coisas melhores virão certamente.

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Anónimo8.8.17

      Mantém a fé, hã?

      Eliminar
  3. ia lá hoje e não fui

    ResponderEliminar
  4. Anónimo5.8.17

    boa. estava aqui vai-não-vai para desarriscar.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo5.8.17

    Tio no porto?
    Boa!
    vw

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo8.8.17

      Há muitas Cordoarias na terra.

      Eliminar
  6. Oh, Tio, antes de mais esclareça os seus leitores: esta exposição multissensorial, ou lá o que é, não está patente ao público no Largo da Cordoaria no Porto. E já agora, não vale a ponta de um chavo, pelo que não paga a pena a deslocação à capital. Tenho dito! E diz isto quem a viu em Berlim, sim...ou pensa que só o Tio é viajado?...

    ResponderEliminar
  7. Nunca me pareceu coisa mesmo boa, confesso.

    ResponderEliminar
  8. Cláudia Filipa21.8.17

    Também tinha-me parecido daquelas coisas a não perder, então, combinei ir, depois de ver este seu post também combinei, cá comigo, que havia de vir aqui, depois, contar-lhe o que tinha achado. Fui ver ontem, de facto, a publicidade está manifestamente exagerada, não, não me senti "a mergulhar numa experiência multissensorial única e inesquecível", mas, sentei-me no chão e gostei do tempo que ali estive, pareceu-me que aquele percurso, feito de uma forma diferente, pelos vários sítios e fases da obra do pintor, acaba por permitir uma muito boa noção, quer da dimensão da obra, quer da dimensão da pessoa (gostei de ir lendo as frases sobre o que lhe ia dentro).

    (continuação de boas férias)

    ResponderEliminar