11 setembro 2017

Das iniciais do nome de um cavalheiro bordadas no bolso interior de um casaco barato

Era um segredo bem guardado, transmitido verbalmente de geração em geração, o velho pai, antevendo estar para breve o momento de partir, convocava o filho varão e, sussurrante e ciente de estar a transmitir material sagrado, convocando as suas últimas forças, explicava ao filho, também ele consciente da grandeza do momento, num misto de amargura pela partida daquele que foi o seu exemplo de vida, mas impante de orgulho por finalmente passar a ser conhecedor de um segredo bem guardado pelos anciãos, disponível apenas aos mais capazes, aos melhores entre os melhores, o velho pai, dizia eu, transmitia ao filho varão o segredo das iniciais do nome de um cavalheiro bordadas no bolso interior de um casaco barato, era um enigma bem guardado até ao nefasto momento em que a simpática e sempre atenta Mirone trouxe à colação a temática, podereis apreciar e acompanhar o a obra escrita de Mirone no blog Mirone, num registo leve e cheio de graça partilha com o seu público a história de um descuidado seu amigo que permitiu o vislumbre das iniciais no interior do seu casaco, um lapso indesculpável, expor assim tamanho segredo, e logo num fato para quem tem poucas posses, e logo Mirone se questionou sobre a utilidade das tais iniciais, ainda se fosse num casaco para quem tem mais de seu ainda se compreendia, e Mirone tomou a única decisão acertada, Mirone foi sábia e fez o que apenas os mais iluminados conseguem fazer, Mirone invocou Tio Pipoco e solicitou os seus préstimos para o cabal esclarecimento da dúvida, e Pipoco sabe, Pipoco é conhecedor do segredo ancestral, transmitido pelos mais velhos, Pipoco domina os meandros do assunto, Pipoco sabe do que se trata, Pipoco pode esclarecer e esclarecerá.

A seu tempo.



10 comentários:

  1. Era o nome todo Pipoco Mais Salgado, e não apenas um discreto PMS, em linha branca num fundo azul escuro, com as maiúsculas a atingirem os dois centímetros de altura.

    (Eternas insatisfeitas, bem sei...)

    ResponderEliminar
  2. O nome todo, por extenso?...

    (bem, isso é todo um tema, muito diferente daquilo que era a problemática inicial...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todinho, para não haver confusões. Imagine, PMS poderia confundir-se com Pedro Miguel Silva, ou Paulo Manuel Santos. Assim, Pipoco Mais Salgado, não tem nada que enganar.

      Eliminar
  3. Eu não me queria meter no assunto, mas parece-me evidente que o senhor em causa gosta de se dedicar ao ponto cruz nas horas vagas.

    (e não antever essa possibilidade é claramente um preconceito de género...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um homem depois do seu tempo, aprés-garde, no fundo!

      Eliminar
  4. Anónimo11.9.17

    Xiiiiiiiiiiiii...Se as iniciais do nome de homem, bordado no bolso interior do casaco, deram origem a um link deste tamanho, nem quero imaginar o que fará PMS com o nome por extenso.
    Melhor mesmo, querido Tio, é dizer que não sabe nada, que se esqueceu desse segredo ancestral...

    ResponderEliminar
  5. Anónimo11.9.17

    tenho para mim que isto é uma coisa daquelas como a das pérolas que não sei quê e depois e tal e tal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina11.9.17

      :O


      "não sei quê e depois tal e tal"?!!!!

      Oba, isto sim, interessa-me, desenvolva por favor!!!!!!!!

      (não me diga que tem alguma coisa a ver com aquela certa e determinada cena, no domínio do nomeadamente e assim?!)

      Eliminar
    2. Anónimo11.9.17

      (tem?)

      Eliminar
  6. Ora, é para não esquecer. Também tenho a morada, o número de telefone (e o apelido e a data de aniversário) da minha mulher (posso dizer "minha mulher"?). Para a eventualidade de perder a carteira.

    ResponderEliminar